comida é afeto

Vai e vem das estações

um artigo de
Carol Sá

Ah, o vai e vem das estações! Vocês já perceberam as delícias que chegam com cada uma delas? As estações do ano, são um fenômeno astronômico que determina a nossa biodiversidade alimentar ao redor do globo. Essa é a sazonalidade natural, que ocorre espontaneamente no mundo vegetal e que é bem marcada, por exemplo, pela época das nossas frutas nativas como jabuticaba, goiaba, caju, abacaxi,maracujá , acerola, etc…
E tem também a sazonalidade comercial, agrícola, que é guiada pelas estações mas também direcionada pelo mercado. Essa se dá, principalmente, para o cultivo de legumes e frutas importadas.

 

Os alimentos da estação são sempre os melhores a serem escolhidos por vários motivos: pelo preço, pois como há muita oferta o preço cai, o que faz bem para o nosso bolso; pelo sabor e suculência, pois eles estão em seu melhor estado de produtividade; e pela saúde, pois alimentos da época precisam de menos agrotóxicos para serem cultivados.  Pois é, infelizmente ainda consumimos muito agrotóxico no Brasil, somos campeões de utilização na produção agrícola. Por isso, procure sempre consumir produtos locais e orgânicos ou agroecológicos, que sejam da estação .

 

Mas a sazonalidade não é só dos hortifrutis, ela também determina outro alimento, o pescado.

Foto: divulgação/Junior Albuquerque

Escolher comprar um pescado local e da época é a garantia de que não estamos esgotando o estoque da espéci , que estamos respeitando o defeso (época de reprodução) e garantindo a manutenção da biodiversidade aquática. No Brasil consumimos muito pescado , de água salgada e de água doce, e aqueles que vivem em lugares com oferta desse alimento o ideal é sempre procurar comprar diretamente com o pescador, ajudando a manter comunidades e tradições. E, fica uma dica, desconfie de estabelecimentos que tenham o mesmo pescado o ano todo, ou você está sendo enganado ou o pescado vem de pesca  ilegal. Salvo as grandes redes de restaurantes, que podem comprar grandes quantidades fora do período de defeso e congelar, o que é raro hoje em dia.

 

E, no finalzinho do inverno e chegada da primavera somos presenteados com essa diversidade suculenta de dar inveja em muitos lugares, olha só:

 

Frutas de setembro:

Abacaxi, abiu, banana nanica,caju, jabuticaba, laranjas, maçã, mexericas, nêspera, tamarindo e toranja (grapefruit).

Hortaliças:

Abóbora, abobrinha, alho poró, almeirão, brócolis, cará, cebola, chicória, cogumelos,couve, couve de bruxelas, couve-flor, erva-doce, ervilha comum, ervilha torta, espinafre, inhame, rabanete epimentão vermelho.

 

Alguns pescados com consumo liberado para o estado do Rio de Janeiro, segundo ICMBio:

Albacora,abrotéa, bonito, caratinga, castanha, cavala, cavalinha, corvina, dourado,espada, galo, lagostas, lula, polvo, olho de cão, pampo, pescada amarela,pescada banana, pescada bicuda, pescada cambuçu, robalo, sardinha laje,xerelete, solteira, xaréu.

 

 

Carol Sá

@chefcarolsa

 

 

compartilhar no facebook

próximos eventos

Confira no facebook!
fb.com/comidaeafetorj

Cadastre-se

Fique por dentro das novidades, eventos e conteúdos do Comida é Afeto!
E-mail cadastrado! obrigada
Oops! Deu algum erro, tenta de novo? Qualquer coisa fala com a gente por contato@comidaeafeto.com.br
x